Como aumentar a margem de lucro de mercados e padarias?

Aumentar a margem de lucro é um dos principais objetivos de qualquer empresa, mas você já se perguntou efetivamente como fazer isso?

 

Nós estudamos alguns negócios, em especial mercados e padarias, para descobrir e compartilhar soluções eficazes para a obtenção de uma margem de lucro mais consistente!

 

Mas, afinal, o que exatamente é a margem de lucro?

 

O lucro de uma empresa é a diferença entre tudo que a empresa arrecada e os custos que a empresa possui para se manter. Já margem de lucro é um valor percentual obtido da relação entre o lucro bruto e a receita total. Ou seja, a fórmula para calcular a margem de lucro é o lucro bruto dividido pelas receitas totais multiplicado por 100.

 

Vamos exemplificar. Se uma empresa teve em determinado período um faturamento de R$ 500 mil e seus custos totais tenham sido de R$ 400 mil, então seu lucro foi de R$ 100 mil. Para transformarmos isso em percentual e verificar a margem de lucro basta que peguemos o lucro, que no caso foi de R$ 100 mil, o dividimos pelo faturamento que aqui foi de R$ 500 mil e então o multiplicamos por 100 para termos o valor em percentual.

 

Então temos: 100 mil / 500 mil x 100 = 20% é a margem de lucro desse negócio.

 

Para aumentar a margem de lucro é necessário aumentar a receita sem aumentar os custos, ou reduzir os custos mantendo o seu faturamento. Aumentar a receita sem aumentar seu investimento é difícil, mas cortar os custos sem prejudicar o faturamento pode ser simples e neste artigo vamos lhe mostrar como.

 

Dentre os custos que mais consomem o fluxo de caixa desses negócios estão geralmente a reposição de insumos e mercadorias, folha salarial de funcionários, impostos e a conta de luz, afinal são muitos os equipamentos indispensáveis como freezers e ares-condicionados.

 

A primeira regra é separar gastos de investimentos


Se analisarmos os quatro pontos principais que mencionamos acima, vemos que é importante compreender onde é possível economizar e de que forma.

  1. Reposição de insumos e mercadorias – aqui existem duas formas de reduzir os custos. Uma delas é trocando fornecedores e até mesmo optando por qualidades inferiores para garantir um preço mais competitivo. Mas não recomendamos, pois essa decisão impacta diretamente na sua entrega final aos clientes, podendo decepcioná-los. A outra, nossa sugestão, é negociar: se você comprar em mais quantidade vai reduzir seu custo? E se você não tem essa capacidade de investimento, compensa conseguir um prazo de pagamento melhor? São várias possibilidades!
  2. Folha salarial de funcionários – Remuneração condizente com o padrão do setor e em dia são premissas básicas para manter uma satisfação positiva na equipe que acarreta diretamente em clientes bem atendidos e felizes. Então mexer no salário para reduzir custos não pode ser uma opção. Compreender se sua equipe atual está condizente com suas necessidades, trabalhar melhor processos de gestão de trabalho, esses sim, são ações importantes para serem tomadas.
  3. Impostos – Os gastos tributários são necessidades legais, logo não há como trabalhar neste ponto com o intuito de melhorar a margem de lucro do negócio. Mas uma coisa é importante: o escritório contábil que gere essas questões para sua empresa é de extrema confiança e capacidade? Isso pode ser um fator decisivo para que você não gaste o que não precisa, como é o caso de possíveis taxas de atrasos.
  4. Conta de luz – Desligar um ar-condicionado ou um freezer para racionar eletricidade não pode nem passar na sua cabeça como uma alternativa viável, não é mesmo? E isso pesa todo fim de mês. Mas esse problema pode se transformar em uma oportunidade e de gasto virar um belo investimento. Para isso a sua empresa precisa gerar a própria eletricidade através da energia solar fotovoltaica.

 

Margem de lucro

 

A energia solar como solução para seu mercado ou padaria

 

Entre os custos de supermercados e padarias, um dos que possuem maior impacto é o de energia elétrica. Aqui cabe uma diferenciação simples: se a energia estiver relacionada com a produção em si, ela se torna um custo variável. Já se ela não possui relação com a produção, ela se torna um custo fixo.

Em uma padaria, por exemplo, a energia elétrica utilizada para a produção dos pães é um custo variável, mas a que é utilizada no escritório e não sofre impacto com o aumento ou diminuição da produção dos mesmos pães é um custo fixo. Dessa forma, ao diminuir o custo com energia elétrica você poderá estar reduzindo tanto os custos fixos como os variáveis, melhorando a margem de lucro bruta e líquida.

Para reduzir a conta de energia, você pode substituir lâmpadas e equipamentos por outros mais eficientes para reduzir o consumo de energia.

Mas certamente a melhor solução para reduzir sua conta em até 95% é gerar a própria energia com um sistema fotovoltaico.

 

Conheça as principais linhas de financiamento para energia solar!

 

Ao investir em um sistema fotovoltaico, que pode inclusive ser financiado, você pode reduzir a conta de energia de seu mercado e padaria em até 95%. Isso porque você pode gerar toda a energia necessária para abastecer seu mercado ou padaria e só precisará pagar a tarifa mínima para a concessionária pelo uso da rede. E as vantagens vão além da economia direta, confira na imagem abaixo:

 

 

Ficou interessado em investir em energia solar em seu mercado ou padaria?

Baixe agora mesmo nosso eBook Energia Solar para Empresas e veja outras vantagens da energia solar para seu negócio!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *