Gastos de início de ano: Como se organizar!

Início de ano é sempre aquele acúmulo de despesas, IPTU, IPVA, materiais escolares dos filhos, imposto de renda e tantos outros. Por isso é importante se cuidar com os gastos de início de ano para conseguir pagar tudo e ainda sobrar uma graninha. Confira como neste artigo!

Todo o início de ano é a mesma coisa, mas parece que nunca estamos preparados. Além das despesas que sempre pagamos mês a mês, há aqueles gastos típicos do início do ano, como o IPTU, o IPVA, os materiais escolares dos filhos e as matrículas no colégio, o Imposto de Renda e os seguros.

Além de que muitas das despesas que já costumamos pagar sofrem reajustes anuais nessa época do ano, embora nem sempre ocorra o mesmo com os nossos salários.

Como economizar energia: 5 dicas para você aplicar!

Porém, não temos como fugir dessas despesas e o que resta é nos organizar para que consigamos pagar tudo e, se possível, ainda economizar um pouco para futuros investimentos.

Neste artigo preparamos algumas dicas de como você pode se organizar para que consiga pagar tudo, confira:

1. Planeje com antecedência seus gatos de início de ano

A primeira dica que nós damos é se preparar com antecedência. Montar uma tabela com todas as despesas que você tem no mês e adicionar aqueles gastos de início de ano. 

Assim você saberá o quanto de dinheiro você já deve deixar separado para pagar todas essas despesas. 

Sempre é bom deixar um pouco a mais separado, pois tem sempre aquela despesa que acabamos nos esquecendo de considerar.

2. Guarde um pouco do 13º para os gastos de início de ano

Quando recebemos nosso 13º no final do ano já queremos gastá-lo logo, afinal também temos que comprar o presente de natal para os filhos, do amigo secreto da família e da empresa.

Mas calma, aproveite esse dinheirinho a mais no final do ano para ajudar você a pagar essas despesas de início de ano. Não precisa ser tudo, mas deixe economizado uma boa parte dele para esses gastos.

3. Pague os gastos de início de ano o quanto antes

Outra dica que podemos dar é tentar pagar as despesas o quanto antes, pois se você acaba deixando para o final do mês pode acabar sacando da sua conta e gastando em coisas que nem são tão essenciais.

Então verifique as contas que você realmente deve pagar naquele mês e assim que cair o dinheiro do seu salário em sua conta, já programe todos os pagamentos que você deve fazer.

Assim você ficará em sua conta apenas o dinheiro que você pode realmente gastar com as despesas do dia a dia e poderá organizar para gastar um valor pré-determinado por semana para essas despesas.

4. Invista assim que receber seu salário

Essa dica serve para qualquer época do ano. Além de pagar todas as despesas já no início do mês, reserve uma parte do seu salário para investir em aplicações com maior retorno que a poupança.

Aplicar parte do seu dinheiro no Tesouro Direto ou em alguma ação na Bolsa de Valores, ou qualquer outra aplicação que você se sentir confortável é uma boa maneira de conseguir juntar um dinheiro para investimentos futuros.

Seja para comprar um carro novo, programar uma viagem, para sua aposentadoria ou qualquer outra coisa que você deseja no futuro essa ação poderá lhe ajudar bastante a realizar seus sonhos.

5. Se organize para futuros investimentos

Economizando parte de seu salário todo o mês, você poderá começar a planejar os investimentos que você sonha em realizar.

Pode ser aquela viagem especial, trocar seu carro por um novo ou até juntar dinheiro para uma aposentadoria mais tranquila.

Mas tem investimentos que pode ajudar você a ter uma maior economia ainda maior e te trazer um resultado financeiro melhor do que deixar em determinadas aplicações financeiras.

É o caso da Energia Solar! Investir em energia solar em sua casa possibilita que você tenha uma economia de até 95% em sua conta de energia e retornando o investimento em poucos anos.

Assim, a despesa com energia elétrica é uma que você nunca mais vai precisar se preocupar no início do ano e em nenhum outro mês.

Quer saber mais sobre o assunto? Baixe agora mesmo nossa Cartilha da Energia Solar e saiba tudo que você precisa saber antes de adquirir seu sistema! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *