Confira as 3 principais notícias da semana!

Energia solar supera nuclear; centro de inovação da AMBEV 100% com energia solar; e 3 modelos de carros movidos a energia solar que você ainda verá nas ruas. Confira as principais novidades da energia solar da semana!

Energia solar supera nuclear em capacidade instalada no Brasil

Por Rodrigo Polito | Valor

RIO  –  A capacidade instalada de usinas de geração de energia solar fotovoltaica no Brasil superou a marca de 2 mil megawatts (MW) e ultrapassou a fonte nuclear no país. De acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a fonte solar fotovoltaica alcançou 2.056 MW de potência instalada, o equivalente a 1,2% de todo o parque gerador brasileiro. Com a atualização, a energia solar passou a ser a sétima maior fonte de energia elétrica do país, logo atrás do carvão (3.252 MW) e petróleo (8.867 MW). A principal fonte da matriz elétrica brasileira é a hidrelétrica (104.343 MW), seguida pela biomassa (14.768 MW), eólica (14.738 MW) e gás natural (13.369 MW).

A fonte nuclear é a oitava maior do país, com 1.990 MW, a partir das usinas de Angra 1 e 2, situadas no litoral sul do Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com o presidente da Absolar, Rodrigo Sauaia, o Brasil possui atualmente 73 usinas de geração centralizada de energia solar fotovoltaica, contratadas por meio de leilões realizados pelo governo federal. “Desde o primeiro leilão federal realizado em 2014, o setor solar fotovoltaico trouxe ao Brasil mais de R$ 10 bilhões em novos investimentos privados e dezenas de milhares de empregos locais de qualidade”, afirmou o executivo, em nota.

Segundo o presidente do conselho de administração da Absolar, Ronaldo Koloszuk, a fonte solar possibilita a redução de perdas elétricas na rede nacional, a postergação de investimentos em transmissão e distribuição e o alívio do sistema elétrico em horários de alta demanda, entre outros benefícios.

Fonte: (Rodrigo Polito | Valor)

Centro de Inovação da Ambev será totalmente abastecido com energia solar

Projeto em parceria com a Enel X instalou mais de duas mil placas fotovoltaicas no telhado do Centro de Inovação e Tecnologia Cervejeira, localizado no Parque Tecnológico da UFRJ

A partir da segunda quinzena de março, todo o Centro de Inovação e Tecnologia Cervejeira (CIT) da Cervejaria Ambev, localizado no Parque Tecnológico da UFRJ – Rio de Janeiro, será abastecido por energia solar, num projeto realizado em parceria com a Enel X, a linha de negócios do Grupo Enel especializada em soluções avançadas de energia, incluindo geração solar distribuída. A iniciativa consistiu na instalação de mais de dois mil painéis solares sobre o telhado do prédio, onde poderá ser gerado até 720 kWp, volume suficiente para abastecer 100% das operações da unidade durante o período do dia com maior irradiação solar.

Quando o consumo de energia no CIT for menor do que a capacidade gerada pela usina solar, o excedente será disponibilizado para a distribuidora responsável pelo fornecimento de energia elétrica na região, gerando crédito pela energia injetada e abatimento no valor da conta de luz.

O projeto marca mais um importante passo da Cervejaria Ambev rumo a ter 100% da eletricidade comprada proveniente de fontes renováveis, meta que a companhia prevê atingir até 2025. No fim do ano passado, a empresa anunciou a construção de uma usina solar na cervejaria de Uberlândia, que será inaugurada neste ano e terá capacidade para abastecer a operação de todos os 13 centros de distribuição mantidos no estado.

Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da Cervejaria Ambev, encara a iniciativa como mais um marco importante na história de relação da empresa com o meio ambiente. “Junto a outras iniciativas como a construção da usina solar em Minas Gerais e o uso de caminhões elétricos em nossa frota parceira, estamos investindo em alternativas que preservem nosso planeta e construam um futuro sustentável para as próximas gerações”, afirmou.

Já na avaliação do responsável pela Enel X no Brasil, Nestor Benito, o país deverá crescer no mercado de geração distribuída nos próximos anos e a ideia é desempenhar um papel de relevância dentro do setor, em conformidade com a estratégia do Grupo de ampliar a presença no mercado de soluções energéticas inovadoras por aqui. “A experiência mundial da Enel X nos permite oferecer serviços de última geração para empresas, promovendo a geração distribuída de renováveis e benefícios reais e sustentáveis para nossos clientes e ao Brasil”, comentou.

Além de responsável pelo projeto desde o estágio de desenvolvimento até a instalação dos mais de 2 mil painéis, a Enel X também vai monitorar remotamente o sistema, uma vez que ele esteja integralmente em operação. A instalação da UFV começou em maio de 2018, após três meses de planejamento e testes realizados em duas micro usinas-piloto em Jacareí (SP). O projeto fotovoltaico deverá gerar até 958 MWh por ano, reduzindo as emissões de COem até 131 toneladas anualmente. Este impacto positivo no meio ambiente corresponde ao plantio de 783 árvores.

Conforme anunciado no ano passado pela AB InBev, além da busca por fontes de energia limpa, a Cervejaria Ambev trabalha com outras três metas socioambientais a serem atingidas até 2025: o uso somente de embalagens retornáveis ou feitas de material reciclado, a melhora na disponibilidade de água para as comunidades em áreas de alto estresse hídrico com as quais a cervejaria se relaciona e, por fim, o treinamento e suporte dos agricultores parceiros da cervejaria para o desenvolvimento de um plantio cada vez mais sustentável.

Fonte: Canal Energia.

Os 3 Modelos de Carros Movidos a Energia Solar Que Você Ainda Verá Nas Ruas

Em uma sociedade altamente motorizada quanto a do século 21, carros autossuficientes representam um sonho para os consumidores, um alívio para o meio ambiente e um Santo Graal para desenvolvedores do mundo todo.

Entre as possíveis formas de alcançar essa sustentabilidade, a energia solar é a que vem sendo mais aplicada através do uso da tecnologia fotovoltaica, que converte diretamente a luz do sol em energia elétrica e a qual, atualmente, abastece milhões de casas e empresas do mundo.

Embora já sejam uma realidade, os carros movidos a energia solar existentes ainda estão limitados aos modelos exclusivos e adaptados para competições desse tipo de veículo, como a World Solar Challenge, na Austrália e a Carrera Solar Atacama, realizada no deserto chileno.

Utilizando as células fotovoltaicas para geração elétrica (das quais são compostas as placas solares residenciais) aliadas a um conjunto de baterias para armazenamento da energia, esses veículos, embora possam atingir velocidades de até 90 km/h, possuem visual nada desejável e estão longe de atender as demandas de segurança exigida de veículos comerciais.

No entanto, com o contínuo desenvolvimento da tecnologia, alguns modelos de carros solares comerciais já estão em desenvolvimento e com a promessa de chegar as ruas do mundo muito em breve.

Confira, abaixo, os 3 modelos de carros movidos a energia solar que você ainda poderá ostentar em sua garagem futuramente:

#1 Stella

O primeiro dos veículos saiu diretamente das corridas solares. Desenvolvido pela equipe holandesa Eindhoven, o carro solar tem uma aparência, digamos, peculiar para o que se espera de um automóvel, porém, é capaz de transportar até 5 pessoas a uma velocidade de 69 km/h. A equipe já desenvolveu 3 versões do carro solar (Stella, Stella Lux e Stella Vie), com cada novo modelo superando a eficiência e desempenho do seu predecessor.

(imagem: divulgação)

#2 Sion

Entre os 3 modelos de carros solares, o Sion, da startup alemã Sono Motors, é o que você certamente verá primeiro. Com as primeiras unidades previstas para entrega já em 2019, o SION é capaz de atingir 140 km/h e consegue rodar até 250 km somente com a energia produzida pelas suas 330 células fotovoltaicas, dispostas em sua lataria de forma quase imperceptível, visto que a cor escura destas se mesclam a cor preta do veículo (única disponível). A um preço de 25 mil euros, o SION já conta com uma lista de espera de 5 mil interessados.

(imagem: divulgação)

#3 Lightyear One

Por fim, o Lightyear One, da startup holandesa Lightyear, promete ser o mais eficiente dos 3 modelos, embora ainda esteja rodeado de mistério e não tenha seu design revelado ao público. Mesmo assim, as pré-vendas já estão abertas e por 119 mil euros é possível encomendar a “edição pioneira”, prevista para 2020. Com espaço para até 5 pessoas e utilizando baterias para armazenamento da energia gerada, o lightyear one terá autonomia de 800 km, segundo informa a empresa, que não deu mais detalhes do projeto e nem a velocidade máxima.

Fonte: Exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *