A Era dos Prossumidores

No modelo econômico atual, ou você produz algum bem ou é um consumidor daquele produto. Entretanto, está surgindo um novo conceito: o Prossumidor. Ou seja, aquela pessoa que consome determinado bem e também o produz. E a energia solar fotovoltaica é uma das responsáveis por esse novo modelo.

O economista Jeremy Rifikin é autor do livro Sociedade Com Custo Marginal Zero, onde ele prevê uma nova economia colaborativa, que funcionará em conjunto com a economia capitalista, chegando a ter até a mesma importância do atual sistema. Mas o autor não diz isso apenas em achismo, mas sim levando em consideração algumas transformações que já vem ocorrendo. Uma dessas transformações são as pessoas e empresas que geram sua própria energia através de um sistema solar fotovoltaico.

Não sabemos se as previsões de Rifikin vão realmente acontecer, mas o conceito do Prossumidor, levantado pelo autor no livro, já é uma realidade, inclusive no Brasil, onde já é possível gerar a própria energia e conectar na rede da concessionária local. Claro que algumas ideias do autor são bem pretensiosas e muito longe de ocorrer em nosso País, como o compartilhamento da energia gerada entre os prossumidores de energia, até porque nossa regulamentação quanto a geração distribuída é muito recente.

Porém, a mais recente resolução normativa da ANEEL quanto a geração distribuída, a resolução normativa nº 687/2015, permite modelos interessantes, como o autoconsumo remoto, onde as pessoas e empresas podem gerar energia em uma unidade consumidora e compensar também em outra unidade inscrita no mesmo CPF ou CNPJ e na mesma área de concessão. Também é permitida a geração em condomínios, utilizando a energia gerada para áreas comuns e entre as unidades consumidoras. Outro modelo permitido é a geração compartilhada, onde pessoas ou empresas formam cooperativas ou consórcios para gerar energia em um ponto e compensar em diferentes unidades.

Ainda não é permitido vender sua energia gerada para a concessionária ou para outros consumidores. Caso isso fosse possível, ao invés dos prossumidores gerarem energia para suprir sua própria demanda, poderiam aproveitar melhor sua área disponível gerando mais energia do que seu consumo, obtendo uma receita extra e auxiliando o abastecimento da rede de energia com uma fonte limpa e renovável. Infelizmente isso ainda não é possível, mas quem sabe um dia isso não mude e possamos obter uma receita extra através da geração de energia no telhado de nossas casas.

Enquanto isso ainda não é possível, a geração de energia através de um sistema solar fotovoltaico para seu próprio consumo é uma excelente alternativa. A economia com a conta de energia pode chegar até 95% e o investimento retorna em poucos anos. Com isso, o dinheiro que seria utilizado para a conta de energia pode ser utilizado para outra finalidade ou até mesmo para um novo investimento. Já pensou em pagar quase nada com a conta de energia e ainda não ter mais que se preocupar com o aumento das tarifas energéticas?

Caso você esteja considerando essa opção, venha fazer parte dessa nova era e ser um prossumidor de energia também. Entre em contato com a Incentive Solar e faça já seu orçamento gratuito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *