Como engenheiros e arquitetos podem ajudar a criar um mundo mais sustentável?

Escolher uma profissão é uma tarefa bastante complicada, afinal dedicamos boa parte de nossa vida a atividade escolhida. Encontrar uma profissão gere satisfação pessoal e financeira são questões bem importantes e quando se consegue conciliá-las é incrível. Mas em alguns casos, como da engenharia e arquitetura, um outro propósito também move os profissionais: ajudar a melhorar o mundo em que vivemos.

Obras, projetos e construções elaboradas por engenheiros e arquitetos podem gerar uma série de impactos na natureza, por isso é fundamental saber quais recursos materiais se deve utilizar, como utilizar energia limpa e reaproveitar tudo o que for possível.

Neste artigo, preparado especialmente para engenheiros e arquitetos que possuem a missão de construir, literalmente, um mundo mais sustentável para as futuras gerações, mostraremos como a atividade profissional pode ser decisiva para que tenhamos um mundo ambientalmente mais equilibrado.

Projete já pensando em todos os detalhes

O primeiro passo do trabalho de um arquiteto ou engenheiro é realizar o projeto arquitetônico e de engenharia, respectivamente. Muitas questões devem ser consideradas nessa hora, como a estética e segurança. No entanto todos os detalhes de concepção e execução devem ser projetados de modo a evitar todo o impacto ambiental que for possível.

Vai Construir?

Projete o imóvel nas melhores condições para gerar energia solar!

Quando você já projeta um empreendimento pensando em todas as possibilidades, fica muito mais fácil de aplicá-las após sua construção. Além disso, você estará oferecendo uma possibilidade real de sustentabilidade e economia para seu cliente, mesmo que ele não queira fazer um investimento em sustentabilidade naquele momento.

Escolha bem os recursos utilizados

Após elaborar o projeto já pensando nas questões ambientais, você deve escolher muito bem os recursos a serem utilizados. Existem diversas possibilidades que podem ser adotadas para uma construção sustentável. Aqui vamos dar algumas dicas de materiais que podem ser utilizados em seu empreendimento para reduzir o impacto ambiental.

1. Fundação da Obra: Utilizar o solo cimento ou o cimento reciclado são boas possibilidades. A primeira opção é um material homogêneo resultante da mistura de solo, cimento e água; já a segunda reutiliza materiais como sobras de minérios e asfalto.

2. Estrutura: Utilizar madeira de reflorestamento contribui bastante para um empreendimento sustentável, afinal vem de lugares que mantém a floresta original ou replantada. Madeiras certificadas, cuja origem pode ser comprovada por órgãos competentes e avaliadores, também devem ser consideradas.

3. Cobertura: Aqui, existem três opções bem interessantes: a telha ecológica, o teto verde e a utilização de clarabóias.

  • As telhas ecológicas são mais leves e não prejudicam o meio ambiente, além de propiciar uma melhor condição térmica ao ambiente.

  • O teto verde, basicamente, utiliza vegetação em uma camada impermeabilizada sobre a construção, permitindo absorver melhor o calor e não deixando aquecer o ambiente interno.

  • As claraboias são aberturas destinadas a facilitar a entrada de luz ou passagem de ventilação, diminuindo a necessidade de lâmpadas durante o dia.

Projeto de condomínio sustentável desenvolvido pelo escritório francês Olgga

Reaproveite tudo o que for possível

Além de selecionar bem os materiais a serem utilizados em seu projeto, também é importante reaproveitar tudo que pode ser utilizado novamente, evitando desperdícios. Isso vale tanto para o período da obra, quanto para o empreendimento em si. Aqui listamos alguns exemplos de reaproveitamento que podem ser utilizados.

1. Utilize materiais recicláveis: Durante a obra é importante utilizar materiais que sejam feito a partir de reciclagem, como a telha ecológica e o cimento reciclado citados acima. Os entulhos gerados pela obra também podem ganhar outra finalidade, como servir de sub-base para pavimentação de vias de menor tráfego.

2. Reaproveitamento da água da chuva: Visando tanto questões ambientais quando de economia financeira, esse sistema permite armazenar a água acumulada nas calhas e rufos para um reservatório, denominado de cisterna. A água armazenada pode ser utilizada em torneiras, vasos sanitários e estruturas que não necessitem de água potável.

 

3. Aquecimento geotérmico: Outro recurso natural que pode ser aproveitado é o sol. Uma tecnologia bastante aplicada no brasil é o aquecimento geotérmico, que permite esquentar as águas dos chuveiros e torneiras através do calor do sol. Com esse sistema você pode reduzir o consumo de energia, pois diminuirá o consumo dos chuveiros e torneiras elétricas, que são grandes vilões das contas de energia.

Utilize energia limpa e renovável

Se formos utilizar a energia da rede elétrica, iremos estar utilizando energia de hidrelétricas, que apesar de não serem poluentes, causam impactos ambientais negativos, ou de termelétricas. Mas uma ótima opção para qualquer empreendimento que vá consumir energia é gerar a própria energia a partir de uma fonte limpa e renovável.

A fonte mais utilizada para esse tipo de geração é a solar fotovoltaica, que pode ser instalado no telhado dos empreendimentos. Essa tecnologia permite ao consumidor final gerar a própria energia e ainda ter uma redução significativa na conta de energia.

Conheça a história de Félix Pires que instalou energia solar fotovoltaica em sua residência e reduziu sua conta de luz em 92%

 

Por isso, se você é engenheiro ou arquiteto, vale a pena oferecer essa possibilidade para seus clientes. Além de contribuir para um mundo melhor, você também estará auxiliando o seu cliente a economizar uma boa quantia de dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *